V.01.02.03 Este é um trabalho (obra em processo) sobre as possibilidades do corpo como indicador de imagens, como sugestão de movimento. Como o movimento pode fazer ouvir o tempo, criar o espaço e ver alguma coisa que não está ali? A dança é construída através da brecha possível entre corpo e imagem, desmontando o espaço e tornando visível o invisível, indicando, guiando, transformando uma imagem em movimento e um movimento em imagem.

ficha técnica:


versão 01

criação, direção, intérprete:  Denise Stutz codireção, vídeos e vj-ing:  Felipe Ribeiro

colaboração: Alice Ripoll

registro em vídeo: Fernando Salis


versões 02 e 03

criação, direção, interpretação: Denise Stutz e

                                                Felipe  Ribeiro

Concepção de vídeos, VJ-ing: Felipe Ribeiro

Colaboração:  Alice Ripoll

Cenografia:   Keller Veiga

Figurino: André Camacho

Iluminação:       Chapinha














prêmios e editais contemplados


recebeu subsídios do Programa Rumos Itaú Cultural de Dança 2010


foi contemplado no Edital FADA 2011 de circulação da Prefeitiura do Rio de Janeiro

versões anteriores

de Justo uma Imagem

Panorama de dança 2009 >>>
Versão 01
 Festival Videodanza 2011 >>>
Equador                   Versão 03
Itaú Cultural Rumos 2010 >>>
Versão 02