Ruminação

RUMINAÇÃO

Em Ruminação encurto o tuob gástrico e aproximo a boca ao cu. A boca é tomada pela possibilidade de expelir, mas esta ação acaba por criar relações ainda mais estranhas ao meu corpo: mascar dispendiosamente capim e, num segundo canal de vídeo, mobilizar todo o meu corpo para servir de reservatório de leite, dispensando-o ocasionalmente via descontração da esfíncter.


As relações entre o corpo humano e o da vaca não são novas. O gado tem sua vida e reprodução intrinsecamente vinculados à manutenção – e quiçá destruição – da humanidade. O gado fornece carne e leite e gera, pela demanda, enormes pastos de floresta desmatada. Mas nessa videoperformance a vaca chega ao meu corpo não por via da composição proteica que fortalece meus músculos com suas moléculas, mas transversalizada em operações intensivas que desorganizam meus órgãos. Ruminação pesquisa, ainda, outra proposta: como essa serialidade de diferentes órgãos se relaciona com o espaço – que no caso da vídeoperformance é um misto de tecnologias da imagem e locação.


VoltarPerformances.html

Videoperformance em dois canais - loop 15’